Modelo mineira destaca benefícios da atividade física durante a gravidez Com orientação, Priscilla Presley manteve rotina de exercícios sem exagero. Médico de Muriaé alerta sobre riscos e cuidados.

Priscilla Presley modelo de Muriaé, MG (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)'Acredito que os exercícios devem ser prazerosos para a mãe e pensando também no bebê', disse Priscilla Presley (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)


Priscilla Presley modelo de Muriaé, MG (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)Por ter rotina de atividades e alimentação saudável, a modelo explicou que até cedeu algumas vezes às vontades de comer "besteirinhas" durante a gestação (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)





Ao longo da 1ª gestação Priscilla Presley mantém rotina adaptada (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal )

Gravidez e atividades físicas podem combinar quanto existe um acompanhamento profissional. Como prova disso, a modelo de Muriaé Priscilla Presley Alves, aos 21 anos,  buscou as orientações para continuar se exercitando, seguiu alimentação adequada e engordou pouco mais de 5 kg na reta final da gestação da primeira filha, Liz, que deve nascer nos próximos dias.
"Eu tive dúvida em relação ao parto, mas vou tentar o normal. Está tudo certo para isso e se tudo correr bem, a Liz vai nascer assim. Ainda não temos a data, estamos esperando o momento dela", disse a modelo.
G1 conversou com o médico José Carlos Cerqueira, que acompanha a gestação da modelo. Ele não pode falar especificamente sobre o caso dela, por conta do sigilo de paciente, mas reforçou as orientações gerais para quem pretende se exercitar durante a gravidez e o risco do ganho exagerado ou insuficiente de peso.


Cada caso é um caso

Nada de praticar exercícios por conta própria ou sem apoio. O médico José Carlos Cerqueira destacou que a gestante deve procurar a orientação de especialistas para ser avaliada se pode se exercitar e qual a atividade indicada.
"O ideal é que toda grávida, que não tenha problemas de saúde que causem impedimentos, exerça uma atividade física regular. A melhor é a caminhada, cerca de 30 a 40 minutos por dia. Hidroginástica e exercícios sem impacto também são benéficos. Há atividades físicas que ajudam a preparar o corpo e aumentam a chance de parto normal. Esportes de impacto, como futebol, vôlei e basquete não são recomendados", comentou.
O ideal é que toda grávida, que não tenha problemas de saúde que causem impedimentos, exerça uma atividade física regular. A melhor é a caminhada, cerca de 30 a 40 minutos por dia"
médico José Carlos Cerqueira
Sobre o ganho de peso, o médico explicou que é condicionado ao peso prévio da futura mãe antes da gravidez. "Há uma média de ganho entre 12 e 15 quilos. Se a gestante for muito magra, ela será recomendada a engordar um pouco mais que esta média. Se ela tem sobrepeso, a orientação é para engordar menos que a média, em torno de cinco a oito quilos. Lembrando que cada caso possui características específicas que serão consideradas no acompanhamento", comentou.
A preocupação com uma gestação saudável se reflete no desenvolvimento da criança. O objetivo, como destacou o médico, é que a gestação transcorra com todos os cuidados evitando os extremos, para que mãe e bebê estejam saudáveis.
"O ganho de peso insatisfatório não é aconselhável, o bebê pode nascer com baixo peso, sendo que precisa se desenvolver adequadamente. No entanto, o ganho de peso exagerado é prejudicial, porque traz o risco de diabetes e hipertensão nas mães e de ter bebês macrossômicos, ou seja, de peso elevado, o que aumenta a chance de cesariana", ressaltou.
Rotina positiva
Priscilla Presley Alves compartilhou em rede social a rotina ao longo da gestação. Ela destacou que sempre praticou exercícios físicos. Na infância, experimentou natação, taekwondo e balé. Começou a musculação com 17 anos. Com a gravidez, ela procurou orientação para saber o procedimento correto.
“Por sempre ter praticado exercícios físicos e não ter nenhum risco, fui liberada. Na academia faço exercícios leves e adaptados, sempre acompanhada de um personal trainer. Gosto de me exercitar, nem que seja um alongamento e exercícios básicos em casa, me faz muito bem. Só me trouxe benefícios tanto físicos quanto psicológico. Consigo me manter disposta depois dos exercícios, mantive a postura, o que ajudou a não ter fortes dores nas costas, ajudou a controlar estresse e ansiedade”, garantiu.
Nem vaidade nem estética, Priscilla Presley Alves lembrou que o critério dela foi a manutenção da saúde dela e da filha, por isso, evitou os exageros. “Optei por exercícios para melhorar a flexibilidade, postura, respiração e circulação sanguínea. Fico atenta à minha frequência cardíaca, temperatura corporal e respiração. Acredito que os exercícios devem ser prazerosos para mamãe e pensando também no bebê”, disse.
Para manter a rotina, Priscilla Presley ressaltou as adaptações para uma prática que fosse possível e compatível com as mudanças no corpo. “A maioria dos exercícios faço com o peso do próprio corpo ou com carga leve e poucas séries. Tento alongar todos os dias, o que pode ser feito em casa mesmo e faço também caminhadas ou bicicleta ergométrica por 30 minutos pelo menos duas vezes por semana. Faço basicamente os mesmos desde o início da gestação”, explicou.
Priscilla Presley e o marido, Alexandre  (Foto: Priscilla Presley/ Arquivo Pessoal)Priscilla diz que o marido, Alexandre, apoiou a
decisão (Foto: Priscilla Presley/ Arquivo Pessoal)
Ela destacou que o marido, Alexandre, apoiou a decisão, também por se exercitar. “Ele sabe que é algo que eu gosto e que só faria bem pra mim e para a bebê. Ele pratica musculação há muitos anos e tem uma vida regrada. Durante a gestação fizemos musculação e caminhadas juntos algumas vezes”, contou.
O medo do mosquito Aedes aegypti também entrou na pauta de precauções da modelo durante a gravidez.
“Não há o que fazer a não ser a prevenção. Estou sempre de olho no meu quintal e também nos quintais ao lado e se vejo algo propício para o desenvolvimento do mosquito aviso meus vizinhos. Uso repelente duas vezes por dia e ando em casa com uma raquete elétrica para matar um mosquito caso apareça”, disse.
Alimentação
Com 1,71 metro e 67,300 quilos, Priscilla Presley garante que manteve uma alimentação regrada, parou de consumir refrigerantes, evitou alimentos com muito corante, conservantes e sódio. Alimentos com fibras, porções variadas de fruta, muita proteína ganharam prioridade. Ela acredita que na reta final deve engordar mais um quilo. Como está tudo certo, com o aval do médico, até se permitiu algumas “besteirinhas” quando teve vontade.
“Recebo muitas perguntas em relação ao ganho de peso, algumas pessoas pensam até que deixei de comer. Na verdade, eu como muito, mas segui uma alimentação equilibrada e estive ativa durante toda gestação. Com certeza, isso fez toda diferença. A Liz está saudável e com peso ótimo. Como toda gravida tive desejos de doces e frituras, e por estar seguindo uma alimentação saudável, cedi a essas vontades algumas vezes, sim”, afirmou.
Pós-parto
De acordo com a modelo, todo este cuidado vai ajudar na recuperação da forma física depois da gravidez. Ela pretende manter os exercícios, conforme as orientações dos especialistas. “Assim que for liberada pelo meu médico, vou iniciar alguns exercícios para fortalecimento do assoalho pélvico e principalmente do abdômen. Como pretendo amamentar, farei musculação moderada e aumentando as cargas e séries aos poucos com o passar dos meses. Alongamento todos os dias e caminhadas bem rapidinhas. E quando não der para sair por causa da bebê, farei exercícios em casa mesmo”, disse. 
Priscilla Presley modelo de Muriaé, MG (Foto: Fabiano Gomes/Arquivo Pessoal)"Mamãe saudável, bebê saudável", garante Priscilla
(Foto: Fabiano Gomes/Arquivo Pessoal)
Priscilla Presley destacou que as futuras mães que quiserem seguir o exemplo precisam sempre da orientação do médico e de acompanhamento específico. O ideal, segundo ela, é criar o hábito de se exercitar, dentro das várias opções possíveis.
“Sempre conversar com o médico para saber se está liberada e qual é a atividade mais apropriada, hidroginástica, pilates, caminhadas, alongamentos que podem ser feitos até em casa. O importante é se sentir bem porque mamãe saudável, bebê saudável”, analisou.
Faltando pouco para o nascimento da filha, previsto para esta semana, Priscilla garante que Liz também fará parte do jeito como a família encara a vida, em busca de qualidade de vida.
“Em relação à alimentação, será amamentação exclusiva até os seis meses. Quando ela começar a ter contato com alimentos, quero que conheça os sabores azedos e amargos. Vou tentar mantê-la longe do açúcar até os dois anos. O primeiro esporte dela será a natação. Quero incentivar a minha filha desde cedo a ter uma vida saudável”, garantiu.
http://g1.globo.com/mg/zona-da-mata